image          

Marta aponta duelo como de "vida ou morte" contra a Itália na Copa do Mundo

Crédito/fonte: CBF - Agência Brasil de Notícias - Data: 18 de junho de 2019


image

A Seleção Brasileira realizou, na tarde desta segunda-feira (17), o último treino antes do duelo decisivo com a Itália, na última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo da França. O técnico Vadão utilizou a atividade para ajustar a equipe para o jogo desta terça-feira (18), às 21h, no Stade du Hainaut, em Valenciennes.

O Brasil busca a classificação para as oitavas de final, uma vitória já garante a equipe na próxima fase. Já um empate faz com que a Seleção espere por outros resultados. A possibilidade do placar igualado nem passa na cabeça do grupo, o objetivo é vencer. Para Marta, artilheira do Brasil em Mundiais, será um duelo de "vida ou morte".

- É vida ou morte para nós agora. Precisamos da vitória para nos qualificar. Temos um lado competitivo, mas se criarmos chances, temos que pegá-las e terminar as jogadas, colocando a bola no gol - classifica Marta, na coletiva de imprensa oficial da Fifa.

Com Formiga suspensa, o técnico Vadão confirmou durante a coletiva de imprensa que a meia Andressinha é a substituta no setor. Será o primeiro jogo da atleta neste Mundial. Em 2015, a meio-campista estreou na Copa do Mundo do Canadá.

- É a oportunidade para as atletas que estão com sangue nos olhos. Estou confiante de que vamos dar conta e buscar essa classificação contra uma equipe que está crescendo devido ao desenvolvimento que está acontecendo no seu país - analisa Marta.

Companheira de ataque, Debinha reforça o discurso que será "tudo ou nada" diante da Itália. A atacante, que foi titular nas duas partidas do Brasil na Copa do Mundo, ressalta o trabalho de preparação da equipe para o duelo.

- Estou sentindo o time confiante, claro que amanhã será um jogo de tudo ou nada. Só nos importa um resultado que é a vitória. vamos em busca disso, mas o time está bem preparado. A gente teve quatro dias para descansar, para acertar o time e o que cometemos de erros no último jogo. Estamos confiantes e vamos em busca da vitória - ressalta Debinha.

Para o comandante da equipe, o técnico Vadão, o ponto forte da Seleção Italiana está na "rigidez tática". Para ele, o poder coletivo do ataque time brasileiro será peça fundamental na conquista da vitória verde-amarela.

- Elas têm uma rigidez tática muito forte, todo mundo marca, todas ajudam, as atacantes combatem, isso é um elemento cultural do futebol italiano. Porém nós temos um ataque muito bom, temos boas peças no banco também, e acredito que temos atletas suficientes para furar esse bloqueio - conclui.

Situação do Grupo C

A Itália já está classificada para as oitavas de final, após vencer os dois primeiros duelos da fase de grupos, e totalizar 6 pontos. O Brasil está na segunda colocação, com 3 pontos e saldo de 2 gols. Logo em seguida vem a Austrália, com também 3 pontos conquistados e 0 de saldo de gol. Em quarto está a Jamaica, com nenhum ponto.

Última rodada

Terça-feira - 18 de junho de 2019

Brasil x Itália - 21h I Stade du Hainaut, Valenciennes

Jamaica x Austrália - 21h I Stade des Alpes, Grenoble.





Copa América: Uruguai estreia com vitória; Paraguai e Catar empatam

Crédito/fonte: Luiz Claudio - Agência Brasil de Notícias - Data: 17 de junho de 2019


image

O Uruguai confirmou o favoritismo e goleou o Equador por 4 a 0, neste domingo (16), no Mineirão, em Belo Horizonte, com um público de 13.611 pessoas. Foi a estreia das equipes em jogo válido pelo Grupo C, na Copa América. Lodeiro (aos cinco minutos) e Cavani (aos 32) fizeram dois golaços. O terceiro, aos 43 minutos, também no primeiro tempo, foi do artilheiro Suárez.

É verdade que a tarefa ficou mais simples para o Uruguai depois que o lateral Quintero foi expulso aos 23 minutos. O placar aumentou somente aos 34 minutos do segundo tempo com um gol contra de Mina. O outro jogo do grupo será nesta segunda (17), entre Chile e Japão (país convidado para esta edição do torneio), em São Paulo, às 20h.

Na primeira etapa, o Uruguai não deu chances para o Equador. Foram três gols, mas a equipe teve pelo menos outras três chances que só não se concretizaram porque o goleiro Domínguez fez defesas difíceis. O lance de Lodeiro, que abriu o marcador, começou com um cruzamento de Suárez que chegou ao meia. Ele dominou a bola no peito, levantou para si e concluiu com a perna esquerda. A equipe criou outras situações na sequência, e a missão ficou mais fácil depois que Quintero recebeu o vermelho por um soco que ele acertou em Lodeiro. Após ficar com um jogador a mais, o Equador tinha dificuldades de passar do meio de campo.

O atacante Cavani era destaque no Uruguai. Na primeira grande chance dele, recebeu próximo à pequena área e chutou rasteiro e forte. O goleiro equatoriano espalmou para fora. Em outro lance pela esquerda, ele bateu de letra. Domínguez buscou de novo e a bola bateu na trave antes de sair para escanteio. O atacante só pôde comemorar quando recebeu na área e puxou de voleio para fazer um golaço. O terceiro saiu aos 43 minutos, quando Suárez recebeu livre dentro da área.

No segundo tempo, o Uruguai administrou a vantagem diante do Equador, sem reação, que apenas se fechou na defesa para evitar um revés ainda maior. Mas, aos 34 minutos, depois de um cruzamento de Suárez, a bola chegou ao zagueiro Mina, que tentou afastar a bola da área, mas acabou marcando um gol contra. Na próxima rodada, na quinta (20), o Uruguai enfrenta o Japão, em Porto Alegre, enquanto o Equador tentará se recuperar diante do Chile, em Salvador, na sexta-feira (21).

Ficha técnica

Uruguai 4 X 0 Equador

Competição: Copa América, Grupo C

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte

Árbitro: Anderson Daronco (Brasil)

Escalações:

Uruguai: Muslera; Cáceres, Giménez, Godin e Laxalt; Bentancur, Vecino (Valverde), Nández (Pereiro) e Lodeiro (Torreira); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

Equador: Alex Domínguez; Quintero, Mina, Achilier e Caicedo; Orejuela, Intriago, Antonio Valencia e Mena (Velasco); Enner Valencia e Preciado (Ibarra). Técnico: Hernán Gomez

No Maracanã, 4 gols

O Paraguai apenas empatou neste domingo, no jogo desta tarde, com o Catar, em 2 a 2 no Maracanã. A partida válida pelo Grupo B teve a presença de 19.162 torcedores. A equipe sul-americana chegou a abrir dois gols de vantagem com Óscar Cardoso (de pênalti logo no início da partida) e Derlis Gonzáles (atleta do Santos-SP com um golaço de fora da área no início do segundo tempo).

O Catar empatou com dois gols na etapa final: do artilheiro Almoez Ali (aos 22 minutos) e do meia Khouki (aos 31 minutos). O resultado deixou ambas as seleções, no Grupo B da Copa América, atrás da líder Colômbia (que tem três pontos). A Argentina está, por enquanto, na lanterna e vai pressionada para o jogo contra o Paraguai, na quarta-feira (19), no Mineirão, em Belo Horizonte. Já a Colômbia pode encaminhar a classificação se ganhar do Catar no outro jogo do grupo, no Morumbi, em São Paulo.

A partida começou com o Paraguai no controle e, logo aos dois minutos de jogo, teve um pênalti marcado depois que a bola bateu na mão de zagueiro do Catar. Óscar Cardoso chutou forte no centro do gol. A partir do meio do primeiro tempo, o Catar chegou a equilibrar a partida. Tanto que o goleiro Gatito Fernández (que joga no Botafogo-RJ) fez pelo menos duas defesas para chutes de dentro da área.

No segundo tempo, o Paraguai voltou melhor e pressionou para ampliar o marcador. De tanto insistir, foi com um golaço de Derlis Gonzáles, aos 10 minutos, que a situação melhorou para os sul-americanos. Mas o Catar não desistiu diante do placar. Almoez Ali, pela esquerda, trouxe a bola para o meio da área e chutou forte para encobrir Gatito. A equipe se animou e foi entusiasmada também pela torcida brasileira que vibrava contra o Paraguai. Aos 32, em uma triangulação pelo meio, Khouki ficou na cara do gol e chutou. O goleiro paraguaio e o zagueiro Rodrigo Rojas ainda tentaram salvar. Mas o empate estava consolidado.

Ficha técnica

Paraguai 2 x 2 Catar

Competição: Copa América, Grupo B

Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro

Árbitro: Diego Haro (Peru)

Escalações:

Paraguai: Gatito Fernández; Valdez, Balbuena, Alonso e Arzamendia (Iturbe); Ortiz, Rodrigo Rojas (Sánchez), Almirón e Cecílio Domínguez; Hernán Pérez (Derlis González) e Cardozo. Técnico: Eduardo Berizzo

Catar: Al-Sheeb; Pedro Miguel, Hisham, Al.Hassam e Hatem (Boudiaf); Salman, Madibo e Khoukhi; Al-Haydos, Almoez Ali e Akram Afif. Técnico: Félix Sánchez.





PUBLICIDADE CB NEWS

image

Previsão de Tempo CPTEC/INPE

Parceiros Correio Bragantino News

Click aqui !!!
Rádio Ajuruteua transmitindo sua programação musical com qualidade sonora de 96 kbps AAC+. Click no banner e acesse o site da emissora

Crônicas & Opiniões

image
image
image
image
image
image
Click nos links para ler as crônicas

Sites de Rádios e Serviços Regionais

- Emissoras de Rádios AM e FM e serviços de Som da cidade de Bragança-Pará